Search
domingo 21 Janeiro 2018
  • :
  • :

Sinpol pedirá impeachment de Sartori caso haja atraso nos salários

Sindicato da Polícia Civil diz que decisão judicial garante manutenção dos vencimentos em dia da categoria

Hoje, mais de três mil servidores atuam na corporação | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

                                             Foto: Mauro Schaefer / CP Memória
Caso o Governo do Estado atrase ou parcele os salários dos policiais civis, o Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (Sinpol) vai ingressar com pedido de impeachment contra o governador José Ivo Sartori, na Assembleia Legislativa. Conforme a entidade, uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado, de 2008, complementada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), no ano passado, obriga o Executivo gaúcho a manter em dia os salários da categoria, alerta um dos advogados do Sinpol, Marcelo Almeida Santana.
“Caso o governador parcele ou atrase a remuneração dos servidores, nós iremos denunciar o governador na Assembleia Legislativa por crime de irresponsabilidade, junto com seus secretários, pelo descumprimento da ordem expressa judicial, ocasionando em um pedido de impeachment”, adverte.

Na segunda-feira, o Sinpol garante ingressar com uma notificação judicial para alertar o Governo Sartori sobre a determinação de Justiça que veda a possibilidade de atrasar ou parcelar os vencimentos dos policiais civis da ativa e inativa. Hoje, mais de três mil servidores atuam na corporação.
Santana justifica ainda que o governador não pode alegar falta de conhecimento das finanças para embasar possível atraso nos salários. O advogado da entidade relembra também que durante o período eleitoral esta possibilidade de restrição não foi ventilada pela cúpula do PMDB.
Correio do Povo



error: Content is protected !!