Search
terça-feira 16 agosto 2022
  • :
  • :

Jaboticaba – Policia Civil finaliza inquérito de duplo homicídios

POLICIA CIVIL
DPI
14ª DPRI
DP JABOTICABA

A Polícia Civil de Jaboticaba finalizou nesta sexta-feira (28/05) o inquérito policial que apurou as circunstâncias do duplo homicídio ocorrido na cidade na data de 16/05 que vitimou o Comissário de Polícia FABIANO RIBEIRO DE MENEZES e JOSÉ ANTONIO ROCHA MONTEIRO.

Não foi possível interrogar MARCOS DE MORAES ANTUNES e RUDINEI TELES DA SILVA, vulgo BOCA, o primeiro pelo fato de que se reservou a permanecer em silêncio e o segundo por estar na condição de foragido. Entretanto, foi possível, por meio das câmeras de vídeo monitoramento do local e demais diligências de Polícia Judiciária verificar a conduta de cada indiciado, reconstituindo todos os eventos ocorridos na data do crime.

Apurou-se que RUDINEI e a vítima JOSÉ ANTONIO já possuíam desavenças em razão das ultimas eleições municipais ocorridas no município vizinho de Boa Vista das Missões/RS, onde apoiaram candidatos de partidos políticos adversários.

Essa desavença pré-existente, somada a uma nova discussão política ocorrida durante a tarde na parte externa do bar entre RUDINEI e JOSÉ ANTONIO, ensejou a busca por uma arma de fogo visando à prática do homicídio.

MARCOS é atirador desportivo, possuindo registro de CAC (caçador, atirador e colecionador) junto ao Exército Brasileiro e amigo de RUDINEI.

Por essa razão foi o executor da ação, em razão da sua expertise no manuseio de armas de fogo.

As investigações constataram que a arma usada no crime pertenceria a RUDINEI e foi por ele alcançada para que MARCOS realizasse a ação contra JOSÉ ANTONIO.

A análise das câmeras do local, aliadas aos depoimentos coletados apontou que MARCOS e RUDINEI chegaram juntos no bar e ambos sabiam que o Comissário de Polícia FABIANO estava no estabelecimento naquele momento.

A investigação apurou que RUDINEI se posta próximo ao policial e observa a prática do primeiro homicídio contra JOSÉ ANTONIO.

Em seguida atua decisivamente no homicídio do Comissário de Polícia FABIANO RIBEIRO DE MENEZES, dificultando a ação do agente policial, contribuindo de forma relevante para a sua morte.

RUDINEI TELES DA SILVA e MARCOS DE MORAES ANTUNES foram indiciados pela prática de dois crimes de homicídio triplamente qualificado, além do indiciamento pelo porte ilegal de arma de fogo equiparada à de uso restrito.

MARCOS encontra-se preso preventivamente pelo crime e RUDINEI continua foragido, razão pela qual se representou pela conversão de sua prisão temporária já decretada em prisão preventiva.

OBS.: seguem links de acesso às imagens das câmeras de vídeo monitoramento do local do crime junto com roteiro descritivo dos horários/acontecimentos.

Gustavo Fleury,
Delegado de Polícia




error: Content is protected !!