Search
quarta-feira 21 Fevereiro 2018
  • :
  • :

Crianças: O berço do tradicionalismo – Leonardo Pinheiro

Ser criança é olhar e não ver o perigo, é acreditar que o difícil com simples gestos e atitudes, como um sorriso por exemplo, pode tornar-se fácil.

A criança traz em seu olhar a ingenuidade, a simplicidade e o encanto da vida.

E criança é assim: corre, brinca, lambuza-se, suja-se, não tem preconceitos, vive o lado bom e vê sempre o melhor dos seus semelhantes.

Não se importa com bens materiais, dinheiro ou status.

E onde perdemos essa ingenuidade? Por que nos tornamos adultos alienados?

Vivemos presos em nossas rotinas, trabalhos, relacionamentos, o querer sempre mais e mais, e nisso perdemo-nos em nós mesmos, as nossas essências.

Às vezes pergunto-me o adulto que sou hoje, orgulharia a criança que fui ontem?

Então nesta semana das crianças, liberte a criança que existe dentro de você, e faça o que você tem vontade, largue aquela gargalhada presa, ou aquele eu te amo preso na garganta, pois nunca sabemos, como será o nosso amanhã.

O saudoso tradicionalista e historiador Luís Carlos Barbosa Lessa nos mostrou em sua tese “O Sentido e o Valor do Tradicionalismo”, atenção às novas gerações. As crianças, que hoje integram a nossa sociedade, são o futuro do tradicionalismo gaúcho.

O Movimento Tradicionalista Gaúcho, desenvolve algumas atividades sociais de entrada de novos jovens, hoje existe o projeto desenvolvidos pelas prendas de cada entidade, denominado “MTG e a Comunidade Escolar”, esse projeto se tornou uma vitrine dos trabalhos desenvolvidos pelos Centros de Tradições do nosso Estado, em sua maioria desenvolvido durante os Festejos Farroupilhas, onde se tornou o carro chefe de entrada do jovem para o tradicionalismo, muitas vezes fazendo esse trabalho social, de tirar o jovem das ruas, e levando para um entidade, é nessas entidades, onde trabalham-se valores. Valores éticos, morais, como a palavra empenhada.

maldonadoa

As crianças em uma entidade, aprendem a conviver com diferentes gerações, aprende o respeito e a hierarquia, os pais destes jovens tem importante participação, pois são eles que podem incentivar e manter o jovem nesse ambiente saudável, dentro de uma entidade uma criança não perde o sentido de ser criança lá com certeza, sempre terá um “tio” (como geralmente em forma de respeito, tratamos os mais velhos), esse tio lhe ensinará como construir um brinquedo folclórico, como eram a brincadeiras em sua época, com materiais simples, em sua maioria recicláveis, pode se tornar um brinquedo muito divertido, deixando muitas vezes o tecnológico de lado.

Mas, jamais perdendo de aliar os dois em benefício desta criança, e o mais importante de tudo, lhe ensinarão a essência da nossa cultura, e como cultuar esse sentimento.

No tradicionalismo podemos aprender uma valorosa filosofia de vida, onde é salientado que o respeito e a valorização dos bons usos e costumes devem prevalecer. O MTG é capaz de formar uma personalidade diferenciada na vida de uma criança, onde ela ao tornar-se adulto, desenvolve seu caráter através da solidificação ética, a moral do gaúcho e o respeito.

O tradicionalismo prepara as crianças para enfrentar e dar sua colaboração aos grandes desafios da atualidade, prepara uma criança para ser um líder, e esse líder não é só dentro de uma entidade como uma prenda de faixa, ou um peão de crachá, mas um líder nato na vida, líderes em suas áreas de atuações profissionais, tornam essas crianças mais preparadas até mesmo em sua vida acadêmica, é visível que uma criança que cresceu em meio ao tradicionalismo, tem maior facilidade de se expor em público, tem uma maior desinibição, uma dicção mais preparada, pois o movimento usa de ferramentas, como declamação, canto… cirandas e entreveros para preparar essas crianças.

Então, mantendo seus filhos dentro de um Centro de Tradições Gaúchas, eles não estarão só aprendendo o famoso “pezinho”, para mais uma apresentação em alguma escola, incentive seus filhos nas atividades culturais destas entidades, faça-o saber que o movimento possui um departamento jovem em cada entidade, incentive ele a pesquisar sobre às lides campeiras, esportes campeiros, além de seus filhos estarem mantendo uma cultura e um espiro de civismo, ele estará mantendo viva a história de nossos antepassados, que guerrearam por um futuro melhor para nós, com certeza essa criança será uma criança mais preparada e que valoriza ainda mais a sociedade a qual estamos alocado, e valorizando essa sociedade, surgem novas oportunidades de liderança, e com certeza um sentimento como o de vandalismos a qual assistimos diariamente nos meios de comunicações, não nascerá nos corações destes jovens!

dsc_0067a

Aproveito essa semana das crianças, e deixo aqui o convite aos pais:

Levem seus filhos para conhecerem uma entidade tradicionalista, onde trabalhamos todos esses valores.

Convido os senhores a conhecer um pouco sobre a filosofia de vida que norteia o grandioso Movimento Tradicionalista Gaúcho organizado.

Leonardo Pinheiro

Radio Planalto