Search
domingo 14 julho 2024
  • :
  • :

UMA ESTELA ANTIGA DECIPADA

Pode ser uma imagem de ‎projeto e ‎texto que diz "‎Quentin Machado oPe ץט MWAAVAY ህ Younger Dryas 10.000 a.C. Costellazione del Mixopterus 10.000 a.C. .......Costelazione Costellazione 器色IPANOTt思i AWoRtBie 50.000 a.C. เ Monoliti Impatto cometa 10.800 a.C. ra? Cometa Esseri alati Costellazione della Volpe 40.000 a.C. Costellazione dello Scorpione 30.000a.C. a.C. Costellazione della Formica 20.000 a.C. Uomini a cavallo dei 알길 4@e!. 30.000 a.C. circa‎"‎‎UMA ESTELA ANTIGA DECIPADA
Göbekli Tepe é uma colina localizada na fronteira entre a Síria e a Turquia. Por acaso, há alguns anos, os arqueólogos descobriram misteriosos “círculos de pedra” enterrados sob a colina, semelhantes aos de Stonehenge, mas muito mais antigos. Os “círculos de pedra” de Göbekli Tepe têm pelo menos 12 mil anos. São milhares de anos mais antigos do que qualquer outra estrutura semelhante pertencente a uma civilização na Terra. Os cientistas acreditavam que há 12 mil anos as pessoas ainda viviam em grutas ou cabanas e não eram capazes de construir “locais megalíticos” como Göbekli Tepe. Admitem agora que estavam errados.
….
Entre os aspetos mais misteriosos de Göbekli Tepe estão algumas estelas de pedra descobertas no interior de antigas estruturas circulares. É óbvio que estas estelas contam histórias, mas o seu significado permanece obscuro, porque não podem ser comparadas com nada semelhante, devido à sua antiguidade.
Uma interpretação recente de uma destas estelas deixa muitos investigadores perplexos. Com efeito, como mostra a foto anexa ao post, tudo sugere que nesta estela a Terra (a esfera central) está colocada no meio de animais que deveriam ser constelações visíveis no céu. Mas será que os homens de há 12 mil anos já sabiam que a Terra era esférica? Além disso, o seu conhecimento astronómico era tão avançado que já tinham dividido o céu em constelações?
Mas os mistérios desta estela não se ficam por aqui. Examinando a secção superior direita, reparamos que duas cobras parecem estar a “chover do céu”. Pensa-se que estas cobras são um enxame de cometas que atingiu a Terra há cerca de 12 mil anos, na altura em que esta estela foi feita. Este impacto está hoje amplamente documentado em numerosas publicações de astrofísica de diversas universidades. Os escultores foram, por isso, testemunhas oculares deste impacto. Mas não é tudo. Ao comparar esta estela com outras da mesma região, vemos que os escultores descreviam estranhos seres com asas de pássaro e pernas humanas, posicionados no céu, perto de cometas.
Obviamente, estas estelas são uma mensagem deixada à posteridade pelos desaparecidos que construíram Göbekli Tepe, na qual nos é dito porque desapareceram. Há cerca de 12 mil anos, na direção daquilo a que chamavam “constelação de formigas”, assistiu-se a um verdadeiro “bombardeamento” de fragmentos de cometas. Este “evento de extinção” acabou provavelmente com a sua civilização. Mas quem eram estes “seres” metade pássaros, metade humanos, posicionados no céu? E porque são representados perto de cometas?
O artigo continua no livro:
Há 12.794 anos – Visitantes de Göbekli Tepe
Pode encontrá-lo no seguinte link
(Em Francês)



error: Content is protected !!