Search
segunda-feira 24 junho 2024
  • :
  • :

Sobem para pelo menos 65 mortos em explosão no Paquistão

Segundo autoridades, operações de resgate continuam

Segundo autoridades, operações de resgate continuam  | Foto: Arif ALi / AFP / CP

                                                        Foto: Arif ALi / AFP / CP
Ao menos 65 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em uma explosão neste domingo à noite em um parque em Lahore, grande cidade do leste do Paquistão. No local, cristãos celebravam a Páscoa, segundo uma autoridade local. O último boletim aponta 65 óbitos, disse Muhammad Usman, autoridade da cidade de Lahore, acrescentando que as operações de resgate continuam.
Segundo o funcionário, entre os feridos há 50 crianças e várias mulheres, muitos em estado crítico. “Requisitamos a ajuda do exército. Militares estão ajudando no resgate e na segurança”, indicou. “Aparentemente trata-se de um atentado suicida (…) O parque estava lotado neste domingo”, indicou por sua vez Haider Ashraf, um oficial da polícia, ressaltando que esferas de rolamento foram encontradas no local.

“Condeno com firmeza o atentado em Lahore no qual cidadãos inocentes, entre eles mulheres e crianças, perderam a vida”, declaroi o líder da oposição, Imran Khan.
Um médico, o doutor Ashraf, descreveu cenas de horror no hospital Jinnah onde trabalha. “Até agora já recebemos mais de 40 corpos e 200 feridos, e a maioria está em situação crítica. Temo que o número de mortos aumentará. Estamos atendendo as pessoas no chão e nos corredores do hospital, e segue chegando mais gente ferida.”
A explosão ocorreu em um estacionamento perto do parque de Gulshan-e-Iqbal, próximo ao centro da cidade, enquanto a comunidade cristã celebrava o domingo de Páscoa. Local  muito popular, estava especialmente cheio neste domingo de primavera, quando a comunidade cristã celebrava a Páscoa em Lahore, cidade de 8 milhões de habitantes.
Javed Ali, residente de Lahore, 35 anos, cuja casa está situada diante da entrada do parque, disse que escutou uma enorme explosão que destruiu as vidraças de sua residência. “Tudo tremeu, as pessoas gritavam e havia poeira e fumaça por todas as partes”, relatou Javed.
 

Correio do Povo
Recomendado para você



error: Content is protected !!