Search
quarta-feira 21 Fevereiro 2018
  • :
  • :

Venezuela entra em recessão com inflação de 63,6% em 2014

                Banco Central do país culpou protestos da oposição por resultados ruins da economia

Banco Central do país culpou protestos da oposição por resultados ruins da economia | Foto: Juan Barreto/AFP/CP

                                                            Foto: Juan Barreto/AFP/CP
A Venezuela entrou em recessão no ano de 2014, com queda do PIB durante três trimestres consecutivos, e registrou uma inflação anual recorde de 63,6% em novembro, informou nesta terça-feira o Banco Central venezuelano (BCV). A contração de 2,3% no PIB do terceiro trimestre se segue às quedas de 4,8% e 4,9% no primeiro e segundo trimestres do ano, respectivamente. A inflação em novembro foi de 4,7%, somando 63,6% nos últimos 12 meses.

Seguindo a tática governamental recente, o BCV justificou o resultado do PIB e da inflação por conta dos protestos da oposição ocorridos entre fevereiro e maio, “que impediram a distribuição de bens básicos à população e a produção normal de bens e serviços”, com a consequente “alta inflacionária e a queda da atividade econômica”.
O contexto é de forte queda nos preços do petróleo, o principal produto de exportação venezuelano e fonte vital de divisas para o país. “Desde o segundo trimestre já estávamos em recessão. Dois trimestres consecutivos de queda na economia é tecnicamente uma recessão”, afirmou o economista José Guerra, ex-gerente de Pesquisas Econômicas do BCV.
Durante 2014, a escassez crônica de divisas levou o país com as maiores reservas de petróleo do mundo a enfrentar um desabastecimento de produtos básicos e uma crescente inflação. Parte deste cenário se explica pela queda de 12,3% nas importações do setor privado, em uma economia que depende da importação de alimentos e medicamentos, entre outros produtos. 
Fonte Correio do Povo.