Search
sábado 18 setembro 2021
  • :
  • :

TSE pede que STF investigue Bolsonaro sobre ataques às urnas

Barroso alertou sobre risco de “atraso institucional” em pronunciamento

Foto: Carlos Moura / SCO / STF / CP

Ministro Barroso fez um duro discurso contra o presidente e rebateu todas as acusações de fraude ao sistema eleitoral brasileiro

Barroso alertou sobre risco de “atraso institucional” em pronunciamento 

O ministro do Superior Tribunal Federal e também presidente do Superior Tribunal Eleitoral, Luís Roberto Barroso, fez um pronunciamento na noite desta segunda-feira para marcar a abertura do segundo semestre no TSE. Além de rebater as acusações de fraude eleitoral feitas pelo presidente Jair Bolsonaro, o tribunal também pediu que o STF abra inquérito para investigá-lo sobre os ataques às urnas eletrônicas. Todos os ministros do TSE votaram favoravelmente ao pedido de abertura do inquérito.

O inquérito vai apurar se houve abuso econômico e campanha antecipada por Bolsonaro. O presidente também será investigado sobre suas afirmações contra o sistema eleitoral brasileiro.

Durante seu pronunciamento, Barroso se colocou enfaticamente contra o voto impresso, que é pregado pelo presidente Jair Bolsonaro: “A ameaça à realização de eleições é uma conduta antidemocrática. Conspurcar o debate público com desinformação, mentiras, ódio e teorias conspiratórias é conduta antidemocrática”, disse o ministro no início da transmissão.

Segundo Barroso, “há coisas erradas acontecendo no país e precisamos ficar atentos. Já superamos o atraso institucional, mas há retardatários que gostariam de voltar ao passado. Assim, atacam as instituições, inclusive as eleitorais que garantem um processo legítimo”.




error: Content is protected !!