Search
segunda-feira 9 dezembro 2019
  • :
  • :

Leite acredita em aderir ao Regime de Recuperação Fiscal sem privatizar Banrisul

Ministério da Fazenda indicou que venda de banco seria essencial para fechar acordo

Governador aponta equilíbrio da folha salarial como foco a sanar | Foto: Divulgação CP

Governador aponta equilíbrio da folha salarial como foco a sanar | Foto: Divulgação CP

O governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), declarou, por meio de mensagem encaminhada da Inglaterra nesta quarta-feira, que acredita na adesão ao Regime de Recuperação Fiscal sem a necessidade de privatizar o Banrisul. Para Leite, o que está impedindo de assinar o regime é a questão do comprometimento da receita do Estado com a folha de pagamento.

“Passada esta etapa é que se vai discutir em si e quais as ações, entre elas as de privatizações de empresas, que deverão ser consideradas para o saneamento fiscal do Estado do Rio Grande do Sul. Nós mantemos posição: acreditamos, sim, na possibilidade de sanear as contas do Estado dentro do regime de recuperação fiscal sem necessitar da privatização do Banrisul”, frisou Leite.

Declaração de executiva do Ministério da Fazenda, nesta quarta, indicou que a privatização do banco seria exigência do Ministério da Fazenda para aderir ao acordo. Conforme Ana Paula Vescovi, as estatais cedidas à privatização até o momento não chegam ao valor necessário para o equilíbrio da contas em relação aos R$ 9 bilhões de dívida com a União que seriam suspensos.

Correio do Povo




error: Content is protected !!