Search
terça-feira 25 janeiro 2022
  • :
  • :

Discussão paralisa julgamento do caso Kiss na parte da manhã

Advogado Jean Severo discutiu com o juiz Orlando Faccini

Advogado Jean Severo se exaltou durante depoimento de funcionário de casa de fogos

Advogado Jean Severo se exaltou durante depoimento de funcionário de casa de fogos 

Uma discussão acalorada envolvendo o advogado Jean Severo, defensor do réu Luciano Bonilha, e o juiz Orlando Faccini Neto, durante o julgamento do caso da Boate Kiss, chegou a provocar a paralisação da sessão na manhã desta sexta-feira.

A troca de farpas ocorreu durante o depoimento de Daniel Rodrigues da Silva, que trabalhava na loja em que o artefato que deu origem ao incêndio foi vendido. O atrito começou a partir do momento em que Silva se recusou a se responder um questionamento.

Ao longo da pausa, a promotora Lúcia Callegari concedeu uma entrevista e desaprovou o comportamento visto no julgamento.

“Houve desrespeito às testemunhas. É a tática da defesa de querer trazer outras responsabilidades para o julgamento.

Temos quatro pessoas sentadas no banco dos réus que precisam ser condenadas. Minha preocupação é não deixar os jurados estressados.

Na plateia também há familiares tensos. Estou preocupada com a saúde do Flávio Silva (presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria), que passou por um procedimento cardíaco há poucos dias”, afirmou a promotora da acusação. Questionada sobre a ameaça do advogado Jean Severo de deixar o julgamento, a promotora foi direta:

“O Jean sempre faz isso. É o teatro dele”. Na volta da pausa, o juiz Orlando Faccini Neto disse que nunca tinha paralisado um júri em função dos ânimos alterados.




error: Content is protected !!