Search
quarta-feira 8 julho 2020
  • :
  • :

Defesa Civil confirma 60 mortos em Brumadinho

Mais de 290 pessoas seguem desaparecidas após rompimento de barragem

Defesa Civil confirma 60 mortos em Brumadinho  | Foto: Mauro Pimentel / AFP / CP

Defesa Civil confirma 60 mortos em Brumadinho | Foto: Mauro Pimentel / AFP / CP

A Defesa Civil de Minas Gerais confirmou na manhã desta segunda-feira que o número de mortos após o rompimento da barragem, em Brumadinho, chegou a 60. Flávio Godinho, porta-voz do órgão, relatou em entrevista coletiva que 292 pessoas seguem desaparecidas, enquanto outras 192 foram resgatadas.

Das 60 vítimas fatais, apenas 19 foram identificadas oficialmente até o momento. Segundo informações do tenente Pedro Aihara, porta-voz dos bombeiros, 292 pessoas ainda estão desaparecidas e 382 vítimas foram localizadas.

Buscas 

O porta-voz do Corpo de Bombeiros, que atua nas operações de resgate de Brumadinho, em Minas Gerais, o tenente Pedro Aihara, afirmou nesta segunda-feira que, após 48 horas de operação, é muito difícil encontrar sobreviventes. “Em um desabamento de prédio, por exemplo, existem bolsões de ar. Quando se tem toda essa lama, é diferente porque não há acessos para a entrada do ar”, afirmou.

De acordo com o tenente Aihara, o rompimento de uma barragem de mineração não é considerado um desastre “tradicional”. Isso porque a quantidade de lama que se locomove dificulta o acesso aos locais atingidos pela quantidade de rejeitos. O acesso aos locais afetados ocorre, basicamente, por meio de helicópteros.

“É muito difícil trabalhar com a expectativa de encontrar 100% dos corpos”, afirmou o porta-voz da corporação. Segundo o tenente, foram encontradas parte de corpos em meio às buscas. “Isso ocorre devido à força da lama.” No entanto, Aihara afirma que o objetivo dos bombeiros é recuperar o maior número possível de vítimas nas próximas semanas.

Correio do Povo




error: Content is protected !!