Search
domingo 15 dezembro 2019
  • :
  • :

Bolsonaro admite até 22 ministérios no futuro governo

Seguem faltando as indicações para o Meio Ambiente e Minas e Energia

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil / CP

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou hoje que pode criar até 22 ministérios no governo, sete a mais do que os 15 previstos inicialmente. A última pasta, segundo ele, pode ser o Ministério das Mulheres, a partir de um pedido da bancada feminina no Congresso Nacional. Atualmente, o governo soma 29 pastas.

“Vai ser decidido [sobre a criação da pasta], houve um apelo por parte da bancada feminina, grande parte presente aqui”, afirmou, pouco antes de deixar o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, para retornar ao Rio de Janeiro.

De acordo com Onyx Lorezoni, futuro ministro-chefe da Casa Civil, a pasta reivindicada pela bancada feminina pode ser a manutenção do atual Ministério dos Direitos Humanos, que cuida das políticas de igualdade racial, população LGBT e mulheres.

“[Queremos] um direitos humanos de verdade, não esse que está aí, que não tem qualquer eco na sociedade brasileira”, disse Bolsonaro, ao se referir à possibilidade de manutenção da pasta.

Até agora, incluindo Banco Central e Advocacia Geral da União (AGU), foram anunciados 19 ministérios do futuro governo. Seguem faltando as indicações para o Meio Ambiente e Minas e Energia. Segundo o presidente eleito, os nomes serão anunciados na semana que vem.

“A semana que vem saem os demais ministérios”, disse. Segundo ele, para o Meio Ambiente, a demora no anúncio se deve a conversas e acertos, e citou a indicação de um terceiro nome nos últimos dias, que ele está avaliando

Agencia Brasil.




error: Content is protected !!