Search
terça-feira 25 janeiro 2022
  • :
  • :

Advogado Jean Severo afirma que prefeitura de Santa Maria, bombeiros, promotores, seguranças e gerentes da boate deveriam estar no banco dos réus

O repórter Leandro Vesoloski conversou com o advogado Jean Severo que defende o produtor musical Luciano Bonilha Leão após o bate-boca que houve em plenário durante o depoimento de Daniel Rodrigues que é o administrador da loja Kabum onde foram comprados os artefatos pirotécnicos supostamente usados na Boate Kiss.

Falando ao vivo na Uirapuru o advogado afirmou que a testemunha mentiu em depoimento. “Isso ficou mais do que comprovado, o rapaz vendia os artefatos avulsos, coisa que não pode. Aí não tem a caixa e sem a caixa você não sabe onde usar, o local correto para usar. Está comprovado que ele mentiu. É um rapaz comprometido, escondia foguete explosivo em casa e foi processado por isso. Ele criou toda essa situação para não estar sentado aqui no banco dos réus”.

Severo afirmou que além dele, muita gemente deveria estar sendo julgada.
Tem muita gente que deveria estar aqui. Prefeitura, bombeiro, Ministério Público, segurança e gerente da boate”.

Sobre o bate boca durante o depoimento, o advogado disse que isso é normal. “Isso é do júri, o júri é assim. Quem não está acostumado se assusta, mas o júri é assim e o jurado entende. Eles sabem diferenciar as coisas e sabem que as emoções se afloram, mas as provas estão sendo produzidas e eu acredito na absolvição do Luciano”.

Jean Severo rebateu a afirmação da promotora Lucia Callegari que afirmou que ele faz teatro no tribunal. “Não existe teatro nenhum, isso vem de dentro do meu coração e da minha alma defendendo as pessoas. Às vezes esqueço de mim mesmo na defesa de alguém”. Severo disse não houve exagero em suas colocações. “Eu respondi a altura, como tem que ser. Eu sou assim e não vou mudar nunca. Quando eu defendo alguém, aquele é um momento sagrado para mim”, concluiu o advogado.




error: Content is protected !!