Search
sábado 20 Janeiro 2018
  • :
  • :

Operação Inkjet II aponta que 100 mil reais falsos eram enviados mensalmente a partir de Porto Alegre para todo o Brasi

Operação Inkjet II aponta que 100 mil reais falsos eram enviados mensalmente a partir de Porto Alegre para todo o Brasil
Porto Alegre (RS): A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje, 30 de junho, a Operação Inkjet II, de combate à falsificação de moeda nacional. São cumpridos dois mandados de prisão preventiva, dois de busca e apreensão e dois de condução coercitiva nas cidades de Porto Alegre, Osório (RS) e Guapó (GO). A estimativa é que cerca de 100 mil reais eram fabricados a cada mês e distribuídos para todo o Brasil.
A Operação Inkjet II teve início em maio deste ano. Com apoio dos Correios, diversas correspondências enviadas a partir de Porto Alegre contendo cédulas falsas foram retidas. As investigações da Polícia Federal levaram a identificação do suspeito, responsável pela produção das notas, que já havia sido preso pela PF em 2010 na Operação Inkjet e condenado pela Justiça Federal por falsificação de moeda.
Em Goiás, um jovem negociava em redes sociais as notas fabricadas em Porto Alegre, que eram remetidas para diversos estados brasileiros. Desde o início das investigações foram apreendidos mais de 25 mil reais em notas falsas e realizada uma prisão em flagrante, em 9 de junho, com apoio da Brigada Militar.
A falsificação investigada é classificada como de ótima qualidade pelos policiais federais. Notas de praticamente todos os valores foram apreendidas, com predominância da cédula de 20 reais.
O crime de moeda falsa prevê pena de 3 a 12 anos de prisão. As investigações prosseguem para identificar e responsabilizar outras pessoas envolvidas.
Será realizada entrevista coletiva às 10h30min de hoje, 30 de junho, no auditório da Superintendência da Polícia Federal em Porto Alegre.
Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Sul



error: Content is protected !!