Search
domingo 18 Fevereiro 2018
  • :
  • :

Estado paga faixa de mais R$ 700 e quita salários de dezembro para 65% do funcionalismo

Secretaria da Fazenda dispôs de R$ 102 milhões em arrecadação do IPVA 2017 e do saldo disponível em Caixa Único

Secretaria da Fazenda dispôs de R$ 102 milhões em arrecadação do IPVA 2017 e do saldo disponível em Caixa Único | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Secretaria da Fazenda dispôs de R$ 102 milhões em arrecadação do IPVA 2017 e do saldo disponível em Caixa Único | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

O governo estadual deposita mais R$ 700, no início da noite desta quinta-feira, nas contas de servidores vinculados ao Poder Executivo. Somando aos créditos disponíveis desde a manhã de hoje, quem recebe rendimento líquido de até R$ 2.960 vai ter o salário integralizado, o que representa 65% da folha. Para efetuar mais esse depósito, a Secretaria da Fazenda dispôs de R$ 102 milhões em arrecadação do IPVA 2017 e do saldo disponível em Caixa Único.

O Estado também repassou hoje uma primeira parcela do 13º, que vai ser pago em 12 vezes. Um projeto de lei vai ser encaminhado à Assembleia estabelecendo uma correção, nos mesmos índices da caderneta de poupança, para as próximas parcelas do benefício, que a Fazenda prevê depositar sempre no último dia útil do mês.

Segue a previsão de quitar a folha até o próximo dia 13 de janeiro. Na terça-feira que vem, a Fazenda paga, na íntegra, os salários de servidores vinculados às fundações – 5,2 mil trabalhadores regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), o que representa um repasse de R$ 35 milhões.

Impasse

Alguns servidores diziam, na tarde de hoje, ainda não terem recebido o dinheiro em conta. Conforme a Fessergs, a Federação Sindical dos Servidores Públicos no Estado do RS, um grupo entre 30 e 40 pessoas relatou o problema. Procurada, a Secretaria Estadual da Fazenda esclareceu que todos os depósitos foram feitos, e que não houve nenhum problema identificado no processo.

Uma das possibilidades é de que o problema atinja os servidores correntistas em outros bancos – assim, o salário é repassado primeiramente para o Banrisul, e depois para os demais, o que é um processo mais demorado. O Banrisul afirmou, por meio de nota, que “o volume de processamento está com grande quantidade de operações, mas será regularizado em curto prazo de tempo”.

Correio do Povo